RD ON THE ROAD – BELÉM 2018

Da Redação – 03.05.2018

RD On The Road é um evento de Marketing e Vendas que acontece anualmente nas principais capitais do Brasil. O evento é realizado pela nossa parceira Resultados Digitais, a maior empresa de Marketing Digital do Brasil.

Foi intenso, foi caloroso! O Rd On The Road surpreendeu nessa 2ª edição realizada em Belém do Pará. Primeiro que não foi apenas 1 dia, foram 2 dias de muito conhecimento e networking pra Tucujú nem um habitar sua “caixinha”.

Este ano ainda tivemos nossa troca de identidade de marca, passamos de SitesWeb Marketing Digital para TOT Marketing de Conversão, e fizemos isso no calor da abertura do 1º dia do RD On The Road.

A mudança foi necessária pois hoje estamos focados em Marketing de Conversão, ou seja, transformar visitantes do site ou blog em leads (prospects), ligações para a empresa e até vendas diretas, como é o caso de e-commerce.

Trata-se de uma estratégia dinâmica, que vamos explicar em outros posts aqui no blog. 😉

Hoje a nossa sede encontra-se dentro do Amazoom Coworking, um local onde existe várias empresas e freelancers trabalhando no mesmo espaço aproveitando as vantagens da economia compartilhada.

Neste espaço formidável de pessoas a interação e o networking acontece de forma natural, gerando respeito e muitos negócios! Foi assim que reunimos uma “VUCA” de amigos e nos “teletransportamos” para Belém (#PartiuBelém).

1º DIA

Dia 19/04 foi dado o start! Tivemos o credenciamento e logo em seguida às 9h iniciou a 1ª Palestra com Luciano Potter (meu xará ;D), onde falou sobre o comportamento de pessoas quando enfrentam mudanças.

Logo em seguida a Debora Brauhard fez uma introdução sobre Inbound Marketing. Falou da importância do entendimento dos empresários sobre jornada de compra e funil de vendas, mostrando as vantagens e oportunidades que empreendedores podem obter ao adotar essa estratégia.

Depois tivemos um delicioso Coffee Break para abrir caminho e explorar o próximo tema que foi Email Marketing com Lucas Macedo. Sim, email marketing não morreu, ele ressurge das cinzas como uma Fênix e vem mais forte que nunca.

As principais dicas são:

– Nunca compre base de contatos; – Construa sua base; – Sempre segmente sua base e envie e-mails com conteúdo qualificados de acordo com a segmentação; – Acompanhe as métricas de abertura, clicks e bounces da sua campanha.

Muito bom, não é mesmo? Mas calma, falamos de Comportamento e Mudanças, Introdução a Inbound Marketing e Email Marketing. Tá faltando alguma coisa aí pra completar a estratégia geral, concordam?

Então foi a vez da lenda de Marketing de Conteúdo, Vitor Peçanha falar sobre a importância do conteúdo e SEO na sua estratégia digital.

Principais dicas:
– Tudo começa pelas principais palavras-chave, entenda-as e conheça melhor seu negócio. Ferramentas como: Google Trends, Google Key Word Planner, Google Auto Complet, SemRush, SimilarWeb e tantas outras que te ajudam nesse início de jornada.

– Com esse estudo inicial de palavras-chave é hora de usa-las no conteúdo do seu site ou blog. Quanto mais você usa essas palavras-chave, mais seu site será ranqueado e visto pelo seu público-alvo. Porém, sempre inclua elas dentro de um contexto de busca. As pessoas nem sempre buscam apenas pela palavra-chave principal.

Exemplo, a palavra-chave é: “Barba”, é muito ampla, pessoas buscam na maioria das vezes por: “Como fazer minha barba”, “Como fazer a barba crescer”, “Cuidados com a barba”. Essas são palavras-chave longas que incluem a palavra-chave principal, é assim que as pessoas buscam no google. 😉

– Faça o escaneamento do seu texto. Na internet a informação tem que ser passada com dinamismo, deixe sempre seu texto com parágrafos curtos e abuse dos subtítulos e listas.

Esse trabalho com as palavras-chave chama-se Otimização de Buscadores – SEO. É a sua garantia que seu site ou blog possa ser achado nos buscadores sem precisar pagar (Links Patrocinados) para isso.

Vitor Peçanha ainda deixou deixou um mantra pra toda a vida:

COPIOU??😀

Almoço #RDOnTheRoad

Hora de tufar o bucho e se preparar para a segunda etapa do evento. Então reunimos toda a turma do Amapá para almoçar ali mesmo pelas ilhargas das redondezas!

Início da 2ª Etapa #RDOnTheRoad

Agora sim, devidamente com o bucho cheio, voltamos e já nos deparamos com uma super palestra sobre “Como a diferenciação pode ser necessária para a sua marca” com Alex Lima.

Alex Lima simplesmente arrazou! Lembrei dos meus amigos que não puderam estar presentes e que adoram esse assunto como o Nyl Barboza e Evandro Filho. Mensagem principal: “Não faça o mais do mesmo”.

 

 

 Em seguida, Gustavo Broilo já chegou perguntando “Quem é vendedor aí?”. Isso porque chegou a hora de uma das palestras mais esperadas, pelo menos por mim ;). Falou sobre Inbound Sales, Inside

Sales e os processos que norteiam as duas estratégias de vendas.

 

 Pausa para Coffee Break!

Em seguida Liliane Ferrari chegou falando muito bem sobre engajamento nas Redes Sociais. Mostrou cases e deu dicas de como você pode fazer pra engajar, puxar conversa e gerar negócios nas mídias sociais.

E pra finalizar vem ao palco André Siqueira, Co-Fundador da Resultados Digitais. Falou sobre Marketing Digital na prática e deu dicas para profissionais e empreendedores passarem para o próximo nível!

Agora chegou um momento muito especial, que é o momento do NetWorking com um HappyHour pra caboco nem um botar defeito! Teve aquela cervejinha, salgadinhos, fotos, risos, felicidades e amor!

Essa edição do #RDOnTheRoad superou expectativas de longe. E pra fechar com chave de ouro, tivemos o 2º dia de evento apenas para as agências parceiras RD On The Road Partners, com uma super Palestra do Fábio Duarte, proprietário de 6 academias SmartFit e dono da maior empresa de prancha de surf do Brasil a Powerlight Surfboards.

Essa edição do #RDOnTheRoad superou expectativas de longe. E pra fechar com chave de ouro, tivemos o 2º dia de evento apenas para as agências parceiras RD On The Road Partners, com uma super Palestra do Fábio Duarte, proprietário de 6 academias SmartFit e dono da maior empresa de prancha de surf do Brasil a Powerlight Surfboards.

 

Além do seus cases, ele deu dicas de como ter uma Gestão Estratégica na sua empresa, alinhando: Pessoas, Processo e Resultados. Falou também sobre um assunto muito recorrente entre as agências, que é sobre precificação.

Bem, mas sobre os detalhes do 2º dia e mais detalhes do 1º dia, vamos deixar pra falar mais no Bate-Papo ao vivo que vamos realizar sexta (04/05) às 17h direto do Amazoom Coworking, faça sua inscrição agora:  http://bit.ly/2juz7nT. Até mais! 😀

Escrito por: Luciano Bruno – Diretor da Tot Marketing de Conversão.

Repórter que é repórter não sai da rua

Por Maiara Pires – 17.02.17

No dia 16 de fevereiro, comemorou-se o Dia do Repórter, esta célebre profissão que nem todos os que se dizem jornalistas, conseguem de fato exercer. Esta carência de repórteres, em boa parte se deve ao comodismo que grudou como carrapato em certos seres. Ao invés de eles se apropriarem da tecnologia como uma aliada na celeridade da pauta, o que fazem é ir na ‘onda’ do “repassado de outro grupo” nos WhatsApps da vida.

O que tem de jornalista repassando informação seja de boca a boca ou por aplicativos de mensagens sem checar, é brincadeira! Perdeu-se o princípio básico de apurar tudo o que chega aos ouvidos. Como se não bastasse isso, ainda tem aqueles que querem disputar audiência com o internauta nas redes sociais.

Deixa eu te falar:

Se você sair um pouquinho do ar refrigerado da redação, vai perceber muita coisa acontecendo fora da internet. Tu não precisarás te ater a uma pauta gerada nas redes sociais, tá?! Aí, não precisarás ficar com aquela sensação de que perdeu para o internauta que deu a notícia primeiro que você. A diferença entre vocês dois, é que você não está ou não deveria estar no automático porque o (a) senhor (a) irá processar a informação antes de publicá-la.

Repórter é pra quem tem o instinto da apuração. Se tu não tens este senso, nem te habilita. Tu não és papagaio pra repetir o que falaram pra ti. Sabe aquele computador que precisa processar o comando operacional pra poder funcionar? Pois é. É mais ou menos assim que deve acontecer com o repórter. Ele ouve a informação, checa com o outro lado, liga os pontos e conecta no cerne da questão.

Mas, para desenvolver esta habilidade é necessário sair do casulo e ‘bater perna’ na rua. Pegar a luneta do ceticismo e olhar clinicamente para descobrir o que tem nas entrelinhas do acontecido. A curiosidade sempre será uma eterna aliada neste processo. Não deixa ela dormir, senão tu vais passar batido.

Para de bater palma pra quem tem obrigação de fazer e se vista de cidadão. Vai lá na barba da ‘otoridade’ e mete o corpo inteiro onde tu não fostes chamado. Porque se tu não foste chamado, é porque não querem que o povo saiba. Então, te manda pra rua. Porque é lá que é o teu lugar.

Perfis digigráficos: comportamento

Por Cíntia Souza – 02/12/2016.

Há quatro anos, a agência DM9 apresentou um conceito inovador sobre o comportamento digital. A agência passou a chamar aquela descoberta, realizada por meio de pesquisa e observação, de perfil digigráfico. O resultado da nova definição alterou significativamente a forma como as empresas e especialistas lidam com o usuário da internet até os dias de hoje. Você já deve ter percebido como a inovação tecnológica acelera as mudanças no nosso comportamento, certo? Beleza. Então, será que esse novo comportamento digital está moldando nossa identidade?

Você sabe qual é o seu perfil digigráfico? Assista aí esse o vídeo e comente com a gente com qual deles você mais se identifica. Se é que se identifica, rsrs.

 

Os critérios que a pesquisa da DM9 utilizou para definir os novos perfis, levam em consideração a frequência, a forma e o propósito do usuário ao utilizar a internet, e deixa de lado as diferenças de gênero, faixa etária e classe social. É mesmo interessante. Já pensou se o IBGE incluísse os mesmo indicativos nas pesquisas demográficas? Hum…deixa pra lá!

Pois bem, essa observação é o que nós aqui da agência Crível também levamos em consideração a cada nova campanhas de marketing digital. Essas informações nos servem de subsídios para entendermos melhor o comportamento do nosso público alvo, e assim obtermos sucesso na construção de nossos relacionamentos.

Como acontece na prática?

Quando promovemos uma campanha na internet (por meio das mídias sociais, por exemplo), seja para atrair novos clientes, fidelizá-los ou lançar produtos e serviços (posicionando a marca no mercado) fazemos um estudo prévio sobre o comportamento digital do nosso público alvo para encontrá-lo na rede, atraí-lo e envolvê-lo a fim de atingirmos nossas metas. É nesse processo que utilizamos, além de conteúdo estratégico, ferramentas de otimização, como as disponíveis nas plataformas do Facebook (Ads) e o Google (AdWords). Essas ferramentas também nos fornecem dados, que chamamos de métricas, que servem para conduzirmos e avaliarmos a performance da nossa campanha.

Parece difícil? Não é! Com profissionais competentes à frente de um planejamento estratégico ideal, que leve em consideração as metas do seu empreendimento,

Para saber mais sobre os perfis digigráficos acesse: Os Perfis Digigráficos


 

Andanças e conexões – Curitiba


Por Cíntia Souza – Curitiba, 29 de Novembro de 2016.


 

10

Marketing Digital: nossas andanças e conexões pelo mundo – Parte 1 (CURITIBA)

O primeiro evento que compõe esse diário de bordo foi a visita que eu fiz às instalações da Academia Digital, no dia 29. Meu propósito inicial era conhecer de perto o mercado do Marketing Digital de Curitiba, trocar informações, e por que não promover novas parcerias? A coisa saiu melhor do que o planejado.

Encontrei a Academia Digital durante uma busca no Sympla, nos dias que precederam a minha vinda à Cidade Modelo. Foi um achado, como dizem. Na ocasião, fiz minha inscrição na palestra sobre Estratégias Digitais Integradas, ministrada pelo CEO da Academina, Helton Magalhães, especialista na área e colecionador de diversos cases de sucesso na região.

Os participantes do evento, super jovens e antenados compõe o perfil do público que está em busca de qualificação técnica na área do Marketing Digital, não só em Curitiba, mas principalmente nas grandes capitais. No geral, são recém formados (profissionais dos mais diferentes segmentos) ou novos empresários, que já entenderam a relevância dos resultados do inbound marketing aplicado no ambiente digital.

Sobre estratégia, Helton Magalhães reforçou a dica de ações integradas em campanhas, a partir da junção de ferramentas e plataformas para otimizar os resultados e atingir metas.

“Se em uma campanha nós focarmos em marketing de conteúdo, teremos um resultado X. Se somado a isso nós realizarmos um trabalho de SEO, para que nosso cliente apareça bem posicionado no Google, nosso resultado terá um salto considerável. Se ainda contratarmos o AdWords e mais o Facebook Ads, por exemplo, o resultado superará a primeira expectativa X”, enfatizou Magalhães.

Além de apresentar o potencial de cada ferramenta disponível no mercado, Helton Magalhães falou ainda sobre os perfis Psicográficos X Digigráficos na análise de Personas. Mas isso é tema para um bate papo na Crível, quando voltar à Macapá. Ou quem sabe uma palestra (#FikaADika).

Ah, preciso dizer que fui calorosamente recebida e registrar a vibe super positiva da Academia Digital. Amei conhecê-los!


PS: Ficou interessado em conhecer os cursos da Academia Digital? Acesse: http://marketingdigitalavancado.com.br/

Ausência do PICE na comunicação

Como a ausência do PICE afeta o desempenho da comunicação organizacional
Da Redação – Em 26/06/2016

Tenho 36 anos e estou à frente de uma empresa muito jovem na iniciativa privada, especificamente no ramo da comunicação corporativa. Embora já faça algum tempo que as habilidades da nossa equipe foram testadas e aprovadas no ambiente das instituições públicas, circunstâncias que, vale dizer, alimentavam o nosso sonho de um dia empreender, nossa recém jornada segue balizada em propósitos sólidos.

Não à toa, tudo o que fazemos ou somos é fruto de muita paixão e dedicação, mas sobretudo da crença que temos em transformar o mundo em um lugar de sonhos possíveis. Acreditamos que o empreendedorismo inovador, ecologicamente consciente, aliado às novas tecnologias são capazes de prover isso.

A comunicação social é a ferramenta que faz plasmar a essência da nossa alma, transcendendo em conexão ativa para além daquilo que queremos alcançar: a satisfação em superar metas.

Agora que já nos apresentamos, vamos falar sobre PICE

PICE é a sigla que define o Plano Integrado de Comunicação Empresarial, uma poderosa ferramenta utilizada para elevar os resultados de comunicação interna e externa das empresas. É fato que o PICE ainda não tem lugar cativo nas instituições privadas na maioria dos estados brasileiros. No entanto, o cenário está mudando devido sua importância ser tão vital quanto o próprio plano de negócio de qualquer empreendimento. Acompanhe nosso argumento:

Imagine uma empresa que não se comunica eficientemente com seus colaboradores, fornecedores ou com os próprios consumidores. Imagine como essa empresa está posicionada no mercado. Quais são suas chances de permanência num ambiente competitivo.

Ivy Lee iniciou as atividades de relações públicas, em 1906, nos EUA, e de lá para cá a evolução da comunicação corporativa só despontou para valer no início do século XXI. Desde então, o PICE tem sido aplicado com maior frequência principalmente como investimento para busca de novas oportunidades no ambiente de negócios e aperfeiçoamento do desempenho competitivo das empresas, por meio dos estímulos junto aos colaboradores, fornecedores, parceiro e público interno/externo. Ou seja, é estratégia organizacional.

Um PICE bem elaborado, executado por uma Assessoria de Comunicação deve reunir a excelência dos setores da Assessoria de imprensa, Relações Públicas, Endomarketing, englobando todas as ações de Comunicação Mercadológica (Publicidade e Propaganda, e é claro o Marketing Digital – Inbound Marketing).

Percebeu a importância do PICE para o sucesso do seu empreendimento? Quer saber mais? Entre em contato, vamos tomar um café.


 

capa-responsiva

 


 

Conheça o jornalismo ativista


TOPO SITE

Da Redação – 25/06

Nós amamos COMUNICAÇÃO SOCIAL e isso não é segredo. Todos os dias, a cada tic tac em que o tempo avança nós somos movidos pela latejante ideia fixa de criar formas de compor mensagens. Respiramos expressão, campanhas desafiadoras, pensamentos inovadores, jobs, música, a arte da escrita, a arte do desenho, do traço, do gráfico, do pixel. Curtimos piadas aos montes e outras coisitas mais. Por isso, nesse universo de comunicar estaríamos incompletos sem a vivência da divulgação da notícia, sem a experiência do jornalismo diário. E como aqui a insatisfação não faz morada, bolamos o Repórter Crível! Um canal de informação produzida de forma colaborativa,  que trouxe ao Amapá uma proposta diferenciada no fazer jornalismo. Estamos falando de jornalismo ativista.

1234aaaIdealizado Pela jornalista Cíntia Souza, diretora de planejamento da Crível, o site de www.reportercrivel.com.br  lançado em junho de 2015, também veio para atender a um público sedento por informações que inspirassem credibilidade, isso diante de um cenário de desconfiança gerada por aquilo o que a imprensa da grande mídia apresenta como notícia.

Além do nosso desejo íntimo de praticar jornalismo e de satisfazer uma demanda vigente do mercado consumidor por notícias com credibilidade, aproveitamos o “ritmo de festa” e colocamos mais um produto no menu: GOOD VIBE NEWS. Trata-se um barato pautado em divulgar notícias positivas e edificantes, que levam em consideração o cumprimento do nosso papel como comunicadores sociais.

Gostou? Já conhecia o nosso site de notícias? Quer saber mais? Entra lá e dá uma conferida na atualização, e que tal colaborar com a produção do conteúdo? Inscreva-se.

A noite de lançamento reuniu clientes, artistas, amigos e colegas da imprensa em uma programação cheia de bate papo, encontros e o show maravilhoso do cantos Zé Miguel, em plena orla de Macapá.